Páginas

domingo, 22 de maio de 2016

RN vacina contra H1N1 69,1% do público-alvo e não alcança meta


A meta de vacinação contra o H1N1 na campanha deste ano não foi batida no Rio Grande do Norte. De acordo com o Ministério da Saúde, em todo o estado, foram imunizadas 463 mil pessoas, o que representa 69,1% do grupo prioritário. A expectativa do Ministério da Saúde era vacinar pelo menos 80% do público-alvo da campanha.

O Ministério da Saúde enviou aos estados 54 milhões de doses da vacina para imunizar as 49,8 milhões de pessoas que fazem parte do público-alvo. Vários estados anteciparam o início da vacinação. Desde a última sexta-feira (13), cem por cento das doses já haviam sido recebidas pelos gestores estaduais de saúde, que por seu turno são responsáveis pela distribuição aos municípios.

“Embora o encerramento da campanha esteja programado para esta sexta, os estados que ainda não alcançaram a meta, ou ainda possuírem doses disponíveis, podem seguir vacinando a população prioritária”, explica o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Antonio Nardi. O município de Natal prorrogou a vacinação até o dia 3 de junho.

Segundo o secretário, em todo o país, 22 estados puderam adiantar suas vacinações, o que permitiu a alta cobertura vacinal alcançada até este momento.

Casos da Doença 

Neste ano, até 9 de maio, foram registrados 2.808 casos de influenza de todos os tipos no Brasil. Deste total, 2.375 por influenza A (H1N1), sendo 470 óbitos, com registro de um caso importado (o vírus foi contraído em outro país). Os dados constam no Boletim Epidemiológico de Influenza do Ministério da Saúde.

O Brasil possui uma rede de unidades sentinelas para vigilância da influenza, distribuídas em serviços de saúde de todas as unidades federadas do país, que monitoram a circulação do vírus influenza por meio de casos de síndrome gripal (SG) e síndrome respiratória aguda grave (SRAG).
http://g1.globo.com/rn

Temer financiou candidatos em 2014 com doações de empresas da Lava Jato

A campanha de Michel Temer para a Vice-Presidência na chapa de Dilma Rousseff em 2014 doou R$ 4,7 milhões a candidatos e a diretórios de partidos com recursos recebidos de duas empreiteiras envolvidas no escândalo da Operação Lava Jato -- OAS e Andrade Gutierrez.
Ao todo, a campanha do vice-presidente repassou R$ 16,5 milhões a 76 candidatos a vários cargos e a oito diretórios regionais do PMDB.

As doações declaradas de empresas para campanhas não são ilegais. Mas a chapa Dilma/Temer é alvo de quatro processos no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que pedem a cassação do mandato por crimes eleitorais. Movidas pelo PSDB, as ações citam, entre os argumentos, as doações das empreiteiras envolvidas na Lava Jato como "abuso de poder econômico".
Os advogados de Temer, porém, pedem a separação das contas e alegam que o vice-presidente geriu os próprios recursos na campanha.

Além das doações por meio da conta aberta para a campanha, Temer fez outras duas doações com recursos próprios no valor de R$ 50 mil cada uma. Por essas doações, foi condenado, em segunda instância, no último dia 3 de maio, e pode se tornar inelegível por oito anos. Também terá de pagar multa de R$ 80 mil.

Ele ainda pode recorrer da decisão. A condenação ocorreu porque as doações excederam 10% de seu patrimônio declarado na eleição de 2014, que foi de R$ 839.924,46.
As prestações de contas separadas dos recursos próprios de Temer e os de campanha existem porque, pela lei eleitoral, é obrigatória a abertura de uma conta específica para movimentações financeiras de campanha diferente da conta pessoal.
Uol.com

"Estou profundamente abalada e triste", diz Ana Hickmann após ataque de fã

 
A apresentadora Ana Hickmann falou neste domingo (22) pela primeira vez sobre a tentativa de homicídio que sofreu em Belo Horizonte no último sábado. Ana participava de um evento na capital mineira quando foi feita de refém por um fã armado no hotel em que estava hospedada. Rodrigo Augusto de Pádua, de 30 anos, foi morto pelo cunhado de Ana, Gustavo Côrrea.

"Nunca pensei que isso poderia acontecer! Nunca pensei que o ser humano fosse capaz disso! Foi terrível! Estou profundamente abalada e triste! Só peço que todos rezem por minha cunhada para que ela se recupere logo", disse a apresentadora em comunicado enviado à imprensa.

Segundo a nota, Ana já está em sua residência em São Paulo e "se recupera do fatídico dia". Giovana Oliveira, assessora de imprensa e cunhada de apresentadora, continua internada no hospital Biocor em Belo Horizonte. Ela foi baleada no abdome e no braço, passou por uma cirurgia, mas seu estado de saúde é estável.

Tiros No Hotel

Anna Hickmann e os cunhados, Gustavo e Giovana, estavam em Belo Horizonte para fazer o lançamento de uma coleção de roupas da apresentadora. Por volta das 14h de sábado, Rodrigo, que usou um nome falso para se hospedar no mesmo hotel que Hickmann, abordou Gustavo e o levou até o quarto da ex-modelo.

Segundo o Boletim de Ocorrência, Rodrigo mantinha Ana e os familiares como reféns quando Gustavo se levantou e conseguiu desarmá-lo. "As vítimas saíram correndo do apartamento, e Gustavo entrou em luta corporal, conseguindo desarmar o agressor", diz o documento.
Uol.com

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Temer diz que não será candidato à reeleição em 2018

O presidente interino, Michel Temer (PMDB), disse em entrevista ao programa "Fantástico", da TV Globo, na noite deste domingo (15) que não será candidato à reeleição em 2018. Temer disse que a pergunta era "complicada", mas ao final negou a candidatura. Segundo ele, esta decisão permite que ele não pratique gestos e atos focados em uma nova eleição.

"Não é a minha intenção [ser candidato]. Aliás, não é a minha intenção, e é a minha negativa. Eu estou negando a possibilidade de uma eventual reeleição, até porque isso me dá maior tranquilidade, eu não preciso praticar gestos ou atos conducentes a uma eventual reeleição. Eu posso ser até - digamos assim - impopular, mas desde que produza benefícios para o país, para mim é suficiente", declarou o peemedebista.

A entrevista foi acompanhada de panelaços em várias capitais.
Temer admitiu sua impopularidade, mas ressaltou que tem "legitimidade constitucional" para estar no cargo, além de longa trajetória política. "Fui eleito com ela [Dilma]. Os votos que Dilma recebeu, recebi também", disse o presidente interino, referindo-se à sua colega de chapa na reeleição de 2014. "O PMDB também trouxe muitos votos a Dilma."
"Reconheço que não tenho inserção popular. Só terei se produzir efeitos benéficos para o país", disse ele.
http://noticias.uol.com.br/

Cabra de duas patas aprende a andar

Uma cabra determinada (e equilibrada) que possui somente as patas dianteiras aprendeu a andar na província de Yunnan, sudoeste da China.
 O animal nasceu em uma fazenda no Condado Autônomo de Xinping Yi-Dai em 2015. Um funcionário do local disse que ela sempre se locomoveu apenas com as duas patas. Veja o vídeo da

Televisão Central da China que mostra os passos da cabra: http://noticias.band.uol.com.br/