Páginas

domingo, 31 de outubro de 2010

Veja trajetória de Dilma Rousseff, primeira mulher presidente do Brasil

Dilma Rousseff (PT) é a primeira mulher presidente do Brasil, segundo o Datafolha.

A nova presidente ultrapassou o candidato tucano José Serra pela primeira vez em 14 de agosto, quando alcançou 41% das intenções de voto e abriu vantagem de oito pontos sobre José Serra (PSDB), em pesquisa Datafolha.

A petista se destacou no governo Lula como ministra da Casa Civil, com os programas Minha Casa, Minha Vida, Pré-Sal e Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Antes, no Ministério de Minas e Energia, lançou o programa Luz para Todos, uma das bandeiras de sua candidatura --conheça abaixo sua trajetória

CANDIDATURA

Ex-ministra de Minas e Energia e da Casa Civil, Dilma foi alçada já em 2008 à condição de candidata pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que começou então a dar as primeiras indicações de que gostaria de ver uma mulher ocupando o posto mais importante da República.

Em 31 de março deste ano, Dilma deixou a Casa Civil para entrar na pré-campanha.

Cresceu nas pesquisas e chegou a ter mais de 50% dos votos válidos em todas elas, mas começou a oscilar negativamente dias antes do primeiro turno, após a revelação dos escândalos de corrupção na Casa Civil e da entrada do tema do aborto na campanha.

Logo no primeiro debate do segundo turno, reagiu aos ataques que vinha sofrendo e contra-atacou Serra. A partir daquele momento, a diferença entre os dois candidatos nas pesquisas parou de cair.

Dilma se torna neste domingo o 40º presidente da República brasileira.

NOME FORTE
Dilma tornou-se um nome forte para disputar o cargo ao assumir o posto de ministra-chefe da Casa Civil, em junho de 2005, após a queda de José Dirceu no escândalo do mensalão.

No comando da Casa Civil, Dilma travou uma intensa disputa com o então ministro da Fazenda, Antonio Palocci, por causa da política econômica do governo. Enquanto ele defendia aperto fiscal, ela pregava aceleração nos gastos e queda nos juros.

Dilma acabou assistindo à queda de Palocci, em março de 2006, devido à quebra do sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa.

Com a reeleição de Lula e sem grandes rivais à altura no PT, Dilma tornou-se, depois do presidente, o grande nome do governo.

Apesar do poder acumulado e do protagonismo que passou a exercer ao lado de Lula, até outubro de 2007 Dilma negava que seria candidata.

MINAS E ENERGIA

Sua atuação à frente do Ministério de Minas e Energia rendera-lhe a simpatia do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que enxergou na subordinada, de perfil discreto e trabalhador, a substituta ideal para o posto de Dirceu.

Ela foi indicada para o ministério logo após Lula se tornar presidente, em 2002. No comando da pasta, anunciou novas regras para o setor elétrico além de lançar o programa Luz para Todos --uma das bandeiras de sua candidatura.

O novo marco regulatório para o setor elétrico --lançado em 2004-- foi considerado a primeira iniciativa do governo Lula, na área de infra-estrutura, de romper com os padrões do governo FHC, marcado pelo "apagão" de 2001.

A principal característica do novo marco foi o aumento do poder do Estado em detrimento da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

ORIGEM

O pai de Dilma, Pedro Rousseff, veio para a América Latina na década de 30 do século passado. Viúvo, deixara um filho, Luben, na Bulgária. Passou por Salvador, Buenos Aires e acabou se instalando em São Paulo. Fez negócios na construção civil e com empreitadas para grandes empresas, como a Mannesmann.

Já estava havia cerca de dez anos no Brasil quando, numa viagem a Uberaba, conheceu a professora primária Dilma Jane Silva, nascida em Friburgo (RJ), mas radicada em solo mineiro. Casaram-se e tiveram três filhos. Igor nasceu em janeiro de 1947, Dilma, em dezembro do mesmo ano, e Zana, em 1951. A família escolheu Belo Horizonte para morar.

Levavam uma vida confortável. Passavam férias no Espírito Santo ou no Rio. Às vezes, viajavam de avião. Não era uma clássica família tradicional mineira. Os filhos não precisavam ter uma religião. Escolhiam uma fé se assim desejassem. O pai frequentava cassinos, gostava de fumar e beber socialmente.

Quando morreu, em 1962, Pedro deixou a família numa situação tranquila. Cerca de 15 bons imóveis garantem renda para a viúva Dilma Jane até hoje. Um dos apartamentos fica no centro de Belo Horizonte.

Dilma é eleita primeira mulher presidente do Brasil

Após quatro meses de uma campanha em que temas morais e religiosos ofuscaram propostas concretas sobre temas importantes à nação, Dilma Rousseff é eleita a primeira presidente da história brasileira. A candidata petista derrotou o tucano José Serra em um segundo turno em que a abstenção superou os 20 milhões de eleitores.

Com mais de 95% dos votos apurados, a sucessora de Luiz Inácio Lula da Silva não vai alcançar a votação de 2006 do atual presidente. Naquele ano, Lula obteve mais de 58 milhões de votos, e Dilma soma até o momento cerce de 53 milhões.
Dilma confirmou a força do PT no Nordeste, vencendo em todos os Estados da região, em alguns deles com votação superior a 70% dos votos válidos como Maranhão e Pernambuco. A presidente eleita também teve uma vitória importante em Minas Gerais, reduto do PSDB que elegeu o tucano Antônio Anastasia em primeiro turno.

Trajetória

Quatro segundos. Nenhuma palavra. Uma mesa distante da do chefe. Essa foi a participação de Dilma Rousseff na primeira propaganda eleitoral do candidato Luiz Inácio Lula da Silva, em 2002. Oito anos depois, ungida por seu mentor para sucedê-lo, a ex-ministra, na primeira disputa eleitoral de sua vida, transcendeu a fama de gestora sisuda para se tornar a primeira presidente da história brasileira.Sem programa, um de seus desafios será provar que não é apenas uma sombra de Lula, dizem analistas. Além da confiança do presidente, o grande trunfo da petista foi a política de alianças adotada pelo PT e pelo próprio presidente para elegê-la. Graças ao apoio formal de PMDB, PCdoB, PDT, PRB, PR, PSB, PSC, PTC e PTN, a campanha de Dilma ganhou força com o início do horário eleitoral obrigatório. Com isso, a candidata ganhou personalidade.
Ficou por pouco o triunfo já no 1º turno, depois de uma onda de rumores e outra de denúncias envolvendo seus aliados. Para vencer na votação de 31 de outubro, a ex-ministra-chefe da Casa Civil teve de renovar seu pragmatismo assinando compromissos com religiosos, iniciar campanha negativa contra o rival José Serra (PSDB) e trocar a gagueira que a abatia nos idos de abril, na pré-campanha, por aquilo que chamou de “assertividade”, mas que foi considerado agressividade pelos adversários.

No caminho para ser hoje a presidente eleita do Brasil, Dilma sofreu para ganhar trânsito com políticos em geral e com eleitores mais animados em ver seu mentor do que a ela própria.

Precisou de dois Josés Eduardos para guiá-la: Dutra, presidente do PT, e Cardozo, secretário-geral do partido. Obediente e pragmática, atendeu prontamente aos conselhos do marqueteiro João Santana. Adotou novo visual.

A presidente eleita forjada na campanha é diferente da especialista em energia que, com seu temperamento forte, foi alçada ao primeiro time do governo após o escândalo do mensalão, em 2005.

Neste ano, tentou aliviar a imagem da mulher que passava descomposturas em colegas ministros. “Sou uma mulher dura cercada de homens meigos”, costuma dizer, em tom de ironia. Buscou evitar confrontos, mas às vezes partiu para o ataque, principalmente em momentos-chave do segundo turno.
Filiada ao PT há menos de uma década, a ex-pedetista Dilma conquistou seu primeiro cargo público pelo voto. No fim dos anos 80, ninguém pensava que a secretária de Finanças de Porto Alegre iria tão longe.

O mesmo se passou com quem a visse na mesma pasta do governo gaúcho, anos depois. Agora ela terá quatro anos para provar se é capaz de atuar como protagonista, e não como uma mera coadjuvante.
Sem programa

Dilma não precisou de uma Carta ao Povo Brasileiro –nos moldes da divulgada por Lula antes da campanha de 2002, indicando que não faria mudanças radicais na economia.

Mas, no segundo turno, comprometeu-se com questões religiosas. Após uma campanha contra ela em igrejas católicas e templos evangélicos, prometeu não enviar ao Congresso projetos que interfiram nesses assuntos. Assim, estancou a polêmica sobre sua posição a respeito da liberação do aborto.

“Em uma campanha com candidatos tão parecidos, essa carta foi um momento importante porque evitou maior acirramento e colocou as coisas no lugar”, disse ao UOL Eleições o cientista político Luciano Dias, do Ibep (Instituto Brasileiro de Estudos Políticos).

“A Dilma neobeata foi mais um sinal de pragmatismo. É um sinal de que a governabilidade será tão ou mais importante do que foi para Lula, já que ela não tem o mesmo estofo”, afirma Dias.

A presidente eleita insistiu tanto na defesa de avanços recentes que nem sequer apresentou plano de governo. “Sabemos o que acontecerá na parte econômica? Não. Sabemos se haverá reformas? Não. O que sabemos é que Dilma terá a sombra de Lula do começo ao fim de seu governo”, afirma Cláudio Couto, da FGV (Fundação Getúlio Vargas). "O sinal dado por sua campanha é de que as coisas vão continuar mais ou menos como estão.”

Ainda assim, com tantas dúvidas sobre o que virá, não houve solavancos no mercado financeiro. Está subentendido que serão mais quatro anos de autonomia não-formal do Banco Central, de câmbio flutuante, de investimento em infraestrutura e de medidas macroeconômicas em fatias, raramente em forma de pacotes. “A conversão do PT já está feita. Lula vai sair carregado nos braços, e o mercado já não liga”, afirma Dias.

A volúpia do PMDB e de aliados à esquerda, como PSB e PCdoB, mais poderosos depois das eleições 2010, também acende dúvidas sobre se a presidente eleita será capaz de acomodar tantos aliados de primeira hora em seu governo.

Adversários acusam e aliados reconhecem: Dilma não terá a mesma capacidade de articulação exercida por Lula. “E seria diferente se Serra vencesse?”, pergunta Couto.

Sem teflon

Na campanha, a presidente eleita mostrou que aprendeu mais uma lição de seu maior defensor: deixar pelo caminho aliados que se envolvam em práticas suspeitas.

Na reta final das eleições, Dilma sofreu ataques dos adversários por conta de sua ex-braço direito na Casa Civil, Erenice Guerra, demitida do ministério depois que seu filho se envolveu com lobistas. Lula fez o mesmo com José Dirceu e Antonio Palocci.

“Não vou aceitar que se julgue a minha pessoa com base no que aconteceu com um filho de uma ex-assessora”, disse Dilma. As pesquisas citaram o caso Erenice como principal fator para a disputa do segundo turno.

“A popularidade do Lula é resultado de décadas. A maior parte da popularidade de Dilma não vem dela mesma”, afirma Dias, do Ibep. “Até pela folgada maioria no Congresso, ela será mais observada pela mídia.”

Alguns dizem que Dilma esquentará o principal assento do Palácio do Planalto para que Lula retorne em 2014. Outros preferem vê-la como uma mulher forte, que sobreviveu à prisão e ao câncer para golpear um cenário político repleto de caras antigas. Uns tantos a consideram uma burocrata que terá dificuldades para conduzir o país por falta de ginga com os políticos de Brasília.

Com uma trajetória que só começou a ser conhecida há poucos meses, talvez o Brasil precise de quatro anos para saber a resposta.

Faltam referências –e plano de governo divulgado– para definir-se o que Dilma buscará de diferente em relação a Lula. Se é que fará isso. O dado concreto –como a própria gosta de dizer– é que ela ascendeu de figurante em 2002 a estrela em 2010.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Ultimo programa eleitoral: Dilma destacou as principais propostas de campanha.

O último programa da candidata petista à Presidência, Dilma Rousseff, começou com um depoimento da petista, em que disse que sua caminhada pelo país durante a campanha renovou sua “fé neste Brasil que está nascendo. Por onde andei, vi um Brasil que sabe o que quer”, disse.

O programa ainda afirmou que o Brasil já teve 35 presidentes da República, mas “só um veio do povo”, referindo-se a Luiz Inácio Lula da Silva. Logo em seguida, Lula deu um depoimento em que disse que agradece pelas oportunidades que teve. “O dia em que eu sai da pequena Caetés, num pau de arara, eu não tinha ideia do meu destino. Eu só queria ajudar minha família. Deus foi mais que generoso comigo e meu deu a oportunidade de trabalhar por uma família imensa chamada Brasil. Por isso sou imensamente grato a Deus. A Dilma tem tudo para levar esse trabalho adiante”, disse o presidente

Logo em seguida, um locutor começou a listar algumas das principais propostas de Dilma, apresentadas durante o período eleitoral. Entre elas, a criação da rede cegonha, criação de 6 mil creches e pré-escolas, apoio aos setores produtivos, à pequena e média empresa, além da construção de 2 milhões de novas casas. O locutor também afirmou que a candidata, caso eleita, vai lutar para erradicar a miséria do país. Dilma prometeu que vai “representar todas as mulheres do país”. “Quando a pessoa encontra trabalho,a gente vê o brilho nos olhos. Já geramos 15 milhões de empregos. Meu compromisso é fazer do Brasil um país de pleno emprego”, disse a candidata.

Ao final do programa, Lula fez uma mensagem de encerramento pedindo voto para a candidata. “Daqui a dois meses, eu não serei mais presente, e ficaria muito feliz em ver a companheira Dilma continuar esse trabalho. Se votar na Dilma, vai estar votando na pessoa mais preparada, e votando um pouquinho também em mim” , disse o presidente.

Dilma encerrou o programa com uma mensagem de agradecimento. “Agradeço desde já o apoio e o carinho que recebi nesta campanha. Tenho um compromisso, que é de seguir por este caminho”, disse.

Eleições 2010 Cobertura trará a apuração em tempo real

Os brasileiros voltam às urnas para o 2º turno da eleição presidencial e, em 8 estados e no DF, também para escolher governadores. O G1 traz a cobertura completa da votação no blog ao vivo. Os resultados das últimas pesquisas serão publicados de imediato. No domingo, o portal acompanhará o momento do voto dos brasileiros e trará a apuração em tempo real.
g1.globo.com

ANP: Libra pode chegar a 15 bi de barris de petróleo

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) acaba de informar que a descoberta de petróleo realizada no pré-sal, no poço 2 - ANP - 2 A - RJS, em área pertencente à União, tem capacidade de 3,7 a 15 bilhões de barris de petróleo recuperável, considerando o volume recuperável da União. Ontem a Agência Estado antecipou que em até 48 horas a ANP iria anunciar essa descoberta.

Ainda de acordo com a ANP, a estimativa mais provável de reservas no local é de 7,9 bilhões de barris, de acordo com avaliação da certificadora Gaffney, Cline & Associates. 'É importante destacar que somente este prospecto de Libra pode vir a ter um volume de óleo recuperável superior às atuais reservas provadas brasileiras, próximas de 14 bilhões de barris de petróleo', destacou em nota a agência.

O poço situa-se a 183 km da costa do Rio de Janeiro, em lâmina d''água de 1.964 metros e até o momento a profundidade atingida é de 5.410 metros, com 22 metros perfurados no pré-sal. A profundidade final prevista, de cerca de 6.500 metros, deverá ser alcançada somente no início de dezembro. 'O poço 2 - ANP - 1 - RJS, no prospecto de Franco, e 2 - ANP - 2A - RJS, em Libra, foram perfurados em área da União com o objetivo de aumentar o conhecimento sobre o potencial petrolífero do pré-sal brasileiro', destaca a ANP, para que a descoberta 'valoriza enormemente o patrimônio da União', aponta o comunicado.

Maikon divulga carta de despedida da Saia Rodada

O mesmo afirma que deixa a banda Saia Rodada por motivos intimamentes pessoais, desejamos muita sorte ao Mayko, tenho uma admiração grandiosa pelo caráter e profissionalismo dele, o meu respeito a sua decisão e aqui estamos sempre a sua disposição Mayko, Diga-se de passagem um grande artista Norte Riograndense.
Veja a carta de despedida de Maikon aos seus fãs e também aos fãs da Saia Rodada:

CARTA DE DESPEDIDA...
ATT: FÃS DA BANDA SAIA RODADA...

Quero aqui por meio desta mensagem expressar antes de tudo o amor que sinto por cada um de vcs, fãs da SAIA RODADA: do RAÍ, da NATHÁLIA, da ELAYNE TYNE e MEUS TMBM (DOIDIM DE MOSSORÓ), e lhes informar que neste dia 31-10-2010 estarei me desligando do grupo, por motivos intimamentes pessoais, pois não quero usar este meio de comunicação para entrar no mérito de acusar ou colocar culpa em alguém e sim me despedir com chave de ouro como sempre aconteceu por onde passei.

Neste momento sei que todos estão se perguntando o ''POR QUE'' desta situação, mais é que banda é igual a casamento, chega um dia que por alguns motivos dá-se um fim a um grande relacionamento, e só sabe quem esta dentro, portanto quero deixar meus agradecimentos a todos voces que curtem o meu trabalho e que são concerteza seguidores fiéis do DOIDIM DE MOSSORÓ tanto nos meus 16 orkuts, no meu TWITTER ( www.twitter.com/doidimdmossoro ), e no meu BLOG ( www.osdoidimdobrasil.blogspot.com ) e deixar bem claro que se voces se achavam INTIMOS, podem ter certeza que agora é que vamos nos tornar mesmo, pois irei morar em FORTLEZA-CE e lá teremos muitas oportunidades de estar em contato direto, vem ai MUITAS NOVIDADESSSSSSSS para todos os meus ''DOIDIM DO BRASIL''.
Quero deixar bem claro que de minha parte não vou semear especulações, pois sou um ARTISTA que nunca precisei desse tipo de MÍDIA FORÇADA e NEGATIVA, e sim do apoio de todos os fãs que sempre me acompanham e nunca me deixam na mão...
Neste momento estou MUITO FELIZ, só DEUS sabe o quanto, pois mais uma vez pude PROVAR A MIM MESMO que posso chegar ao ''TOP'', já tenho uma GRANDE EMPRESA para trabalhar na capital cearensse, e em breve vou fazer esse lançamento no meu BLOG para passar todas as informações..
De ante mão não quero pedir que deixem de ser FÃS da SAIA RODADA ou coisa parecida, mais fiquem atentos que uma grande REVELAÇÃO vai surgir no MUNDO DO FORRÓ... TACOPAUUUUUUUUUUUUUUU E FIQUEM COM DEUSSSSSS.

MAYKO DE CASTRO OLIVEIRA - ''DOIDIM DE MOSSORÓ''

Elayne Tyne põe ponto final em discurção e esclarece tudo...

Elayne Tyne põe ponto final em discurção e esclarece tudo...
''Primeiro antes de tudo quero lembrar a vcs que eu sou humana e tenho todo direito de gostar ou ão de comentários que fazem a meu respeito e outra coisa quero deixar bem claro que em nenhum momento em meus comentários falei mal da pessoa ou da profissional Marcia Fellipe até porque gosto muito do trabalho dela e a respeito tbem, mais eu não gostei da explicação que ela deu em um programa de televisão colocando o meu nome no meio de um assunto que só diz respeito a ela, ela tinha varias opções de resposta sem ter que colocar meu nome, e foi isso que eu num gostei dpois que saí da garota safada em todas as entrevistas que dei nenhuma falei nela então para que isso não vá mais longe deixo aqui bem claro mais uma vez não falei mada Marcia Felipe e nem do trabalho dela.

OBS:Lamento que o site ForroDicumforça tenha divulgada somente alguns comentátios que postei no meu twitter o site não divulgou tudo o que coloquei e por isso fui mal intérpretada.
Bjo Grande da Baixinha''.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Ibope mostra Dilma com 57% dos votos válidos e Serra com 43%

Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (28) aponta Dilma Rousseff (PT) com 57% dos votos válidos e José Serra (PSDB) com 43% na disputa em segundo turno pela Presidência da República.

Como a margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais, Dilma pode ter entre 55% e 59%, e Serra, entre 41% e 45%. O critério de votos válidos exclui as intenções de voto em branco e nulo e os indecisos.

Na pesquisa anterior do Ibope, divulgada no último dia 20, Dilma aparecia com 56% dos votos válidos e Serra com 44%.

O Ibope entrevistou 3.010 eleitores, de 26 a 28 de outubro. A pesquisa foi encomendada ao instituto pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S. Paulo". Está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número de protocolo 37596/2010.

Votos totais
Pelo critério de votos totais (que incluem no cálculo brancos, nulos e indecisos), Dilma Rousseff soma 52% das intenções de voto, e José Serra, 39%. As intenções de voto em branco ou nulo acumulam 5%, segundo o Ibope. Os eleitores indecisos são 4%.

Nos votos totais da pesquisa anterior do Ibope, do último dia 20, Dilma tinha 51%, e Serra, 40%. Brancos e nulos eram 5%, e indecisos, 4%.

Companhia Do Calypso lança disco para gravação do DVD

A banda Companhia do Calypso se prepara para gravar o seu mais novo DVD, o quarto da sua carreira, que certamente será um dos mais impactantes da sua história em termos de palco, som, iluminação e principalmente repertório.

A produção da Cia vem dando uma ênfase especial ao evento, cuidando de todos os detalhes para que tudo transcorra bem até a finalização do projeto. Para tanto, um CD promocional foi gravado especialmente para o DVD, para que o público se familiarize ainda mais com o atual repertório, que é composto basicamente por canções inéditas e sucessos consagrados do "Furação do Brasil", interpretados pelo trio Simara Pires, Allan Clístenes e Dayse Santana.

Cerca de 50 mil cópias deste CD foram prensadas e serão previamente distribuídos até a realização da gravação, apenas uma das diversas táticas de divulgação que foram montadas para popularizar ainda mais o grandioso evento.

Voltando com força total as suas origens, a "pegada" inicial que a consagrou, a Companhia vem com tudo nesta nova fase, prova disso é a faixa inédita "Chá de cadeira", interpretada pela cantora Simara Pires, que agradou em cheio os fãs,

A gravação do quarto DVD da Companhia do Calypso está prevista para acontecer no dia 20 de novembro em Maceió, na inauguração da nova casa Aloprado´s Shows, que além da apresentação da Cia também contará com os shows das bandas: Karisma, Tarraxinha e Na pisada do Vaqueiro. A expectativa é a melhor possível em termos de público, estima-se que cerca de 50 mil pessoas prestigiem o evento.

Fonte: www.forrodicumforca.com.br

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Windows 7 completa um ano com sucesso no mercado


Não é incorreto afirmar prematuramente que o Windows 7 acertou na mosca e foi o salvador da Microsoft para sistemas operacionais, principalmente no erro que foi o Windows Vista. Parece até um padrão da empresa depois do, Windows 98, sendo um fracasso e um sucesso, pois o Win 98 foi sucedido pelo fracasso do Win ME, sucedido pelo fenômeno do Win XP e depois veio a queda com o Vista e a bonanza com o 7. Até hoje, o Windows 7 já registrou a venda de 240 milhões de cópias (sendo mais de 100 milhões de licenças vendidas nos primeiros seis meses de comercialização do produto) e mantém o ritmo de mais de sete cópias vendidas por segundo desde o seu lançamento. De acordo com a IDC, o mercado global de PCs cresceu 22,4% no segundo trimestre de 2010 e a expectativa é a de que o mercado brasileiro cresça aproximadamente 16% (na comparação com o primeiro trimestre de 2010) atingindo cerca de 13,7 milhões de unidades comercializadas no total de 2010. Além de tudo, esta versão do sistema oferece economia de até 14% de energia se comparado ao Windows XP, segundo estudo da Mindteck.

Um ponto chave deste sucesso é a adaptação do sistema a diversos ambientes, que vão desde computadores simples e de baixo desempenho, até os parrudos gamers que oferecem diversas vezes mais hardware do que o OS consome. O baixo custo dos PCs de entrada e a facilidade de pagar em diversas vezes também ajudou nas vendas de computadores com este sistema operacional, que já substituiu o Windows XP em todas as unidades a venda. Para o Gartner, a estimativa é a de que 376,6 milhões de PCs devem ser vendidos em 2010, o que deve representar um gasto mundial de 245,4 bilhões de dólares, 12% superior ao ano passado. Já o Forrester prevê que o Windows 7 se tornará o novo padrão para o comércio de PCs em 12 meses.

A operadora de telefonia móvel, Vivo, foi a primeira empresa da América Latina a fazer parte de projeto-piloto para adoção do Windows 7, lançado mundialmente em outubro de 2009. A parceria foi o pontapé inicial da estratégia da Microsoft para incentivar a migração do Windows nas empresas que atuam no mercado nacional. Já que para o mercado corporativo, não interessa apenas a migração para algo novo, isto acontece somente quando há necessidade operacional para tal.

Dilma tem 58,6%, e Serra, 41,4% dos votos válidos, diz pesquisa Sensus

Pesquisa Sensus divulgada nesta quarta-feira (27) pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) mostra Dilma Rousseff (PT) com 58,6% dos votos válidos e José Serra (PSDB) com 41,4%. Para se chegar aos votos válidos, são excluídos os eleitores que dizem votar em branco ou nulo e os indecisos.

O levantamento foi realizado entre 23 e 25 de outubro e ouviu 2 mil pessoas em 136 municípios. O registro da pesquisa no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é de número 37.609/2010. A margem de erro do levantamento é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.
Em votos totais (que incluem os brancos, nulos e os indecisos), Dilma tem 51,9% e Serra 36,7%. Os eleitores que disseram votar branco ou nulo foram 4,7% e os que não souberam ou não responderam foram 6,8%.

No levantamento anterior, divulgado dia 20 de outubro, Dilma tinha 52,8% dos votos válidos e Serra 47,2%. Nos votos totais, a petista tinha 46,8% e o tucano 41,8%. No levantamento divulgado no dia 14 de outubro, Dilma Rousseff tinha 52,3% dos votos válidos. José Serra registrou 47,7%. Em votos totais, Dilma tinha 46,8%, e Serra, 42,7%.

A pesquisa divulgada nesta quarta traz também índices de rejeição. Foram 43% os que disseram não votar em Serra e 32,5% os que não votariam em Dilma. No levantamento anterior, 39,8% disseram não votar no tucano e 35,2% na petista.

A pesquisa mostra ainda que 69,7% dos eleitores acreditam que Dilma vai ganhar as eleições, contra 22,3% que esperam a vitória do tucano. O levantamento mostra ainda que 75,2% dos entrevistados assistiram os programas eleitorais na TV ou no rádio. Entre estes, 58% acham a propaganda de Dilma melhor e 42% preferem a de Serra.

Para o diretor do instituto Sensus, Ricardo Guedes, a ampliação da vantagem de Dilma se deve a fatores econômicos. Para ele, a disputa sobre “valores” perdeu espaço na eleição.

“Houve um processo de desconstrução da imagem da Dilma no final do 1º turno e no início do 2º, mas no momento que a desconstrução aconteceu dos dois lados, a questão valorativa deixou de ser moeda principal e volta o foco para o econômico-político, em que Dilma abre vantagem”.

Números por regiões

Foram divulgados também os números dos candidatos por regiões em votos totais. No levantamento, somente na região Sul o candidato do PSDB cresceu e Dilma caiu. Serra foi de 45,1% a 54% e Dilma, de 38,2% para 35,4%.

Dilma subiu em todas as demais regiões, enquanto o adversário perdeu espaço, segundo os dados da pesquisa Sensus.

Na região Nordeste, Dilma foi de 57,5% a 66,3% e Serra de 34,8% para 25,5%. No Sudeste, Dilma tinha 44,2% e agora tem 48,4%, enquanto Serra caiu de 41,6% para 36,7%. Nas regiões Norte e Centro-Oeste, que no Sensus são consideradas uma só, Dilma foi de 42,1% para 50,7% e Serra de 52,6% para 40,4%.

Ferrari se destaca com 599 GTO

A Ferrari foi a cereja do bolo do Salão do Automóvel de São Paulo. Na noite desta terça feira, a montadora italiana através do seu representante oficial no Brasil, o Grupo Itália, fechou o ciclo de apresentações para a imprensa apresentado o exclusivo 599 GTO, um dos modelos mais aguardados da mostra é que deve ser o centro das atenções do público a partir desta quarta feira.

Com apenas 599 unidades fabricadas (duas chegam ao Brasil) a Ferrari 599 GTO é o carro de rua mais rápido da montadora italiana. Com motor V12, o veículo alcança 335 km/h. Além do lançamento, estão em exposição na mostra paulista a Ferrari California é a 458 Itália.

A Via Itália também revelou os Maserati presentes. Bem mais discreto que a sensação Ferrari, a fabricante apresentou o Quattroporte Sports GT S "Award Edition". O modelo, lançado para comemorar os vários prêmios que a marca recebeu desde o surgimento. O carro é baseado no Quattroporte Sport GT S, e tem como principal diferenças a cor "Quarzo Fuso", um cinza perolado com nuances douradas, e a rodas Multi Trident de aro 20.

Ex-presidente da Argentina Néstor Kirchner morre aos 60 anos


Nestor Kirchner vinha sofrendo com problemas cardíacos

O ex-presidente argentino Néstor Kirchner morreu nesta quarta-feira aos 60 anos, em Buenos Aires.

Ele sofreu uma parada cardiorrespiratória após ter sido internado às pressas no hospital José Formenti, na capital argentina.

Esta foi a terceira internação do ex-presidente neste ano. Ele sofria de problemas cardíacos.

Néstor Kirchner - marido da atual presidente, Cristina Fernández de Kirchner - governou a Argentina entre maio de 2003 e dezembro de 2007.

Ele era tido como um provável candidato a retornar à Presidência argentina, no ano que vem.

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Cantora para show ao presenciar assassinato

A vocalista da Banda Furacão do Forró, Mara Pavanely, relatou hoje no microblog twitter o assassinato que presenciou durante um show na cidade de São Luís do Curu, no Ceará.

"Acabaram de matar um cara na frente do palco quando eu estava cantando,a festa esta muito boa mais infelismente n tive mais como continuar", afirmou.

"Tirar aquela imagem da minha cabeca! Foi horrível!!! Mais uma vida de um trabalhador,foi embora...Chorando um pouco,aquela cena vai ficar na minha mente um bom tempo!!! Como sera que esta nesse momento a familia desse rapaz? Meu deus...", continuou a cantora.

De acordo com Pavanely, a vítima foi morta a facadas. "Um rapaz no show de ontem,morreu na minha frente,levou facadas!!! Foi uma cena triste...", finalizou

Declaração provoca reação de cantora

A atual vocalista da Saia Rodada, Elayne Tyne, reagiu no twitter às declarações de Márcia Felipe a uma equipe de tv que a entrevistou antes da vaquejada de Mossoró. Para quem não lembra, Márcia substituiu Elayne na Garota Safada.

A vocalista da Saia Rodada não gostou da cantora da Garota Safada ter dito que a banda "não trabalhava a imagem da antiga cantora", por isso não cantou no programa Domingão do Faustão.

"A EXPLICAÇÃO DA MARCIA FELIPE FOI SEM SENTIDO ELA DIZER QUE NÃO TRABALHAVA MINHA IMAGEM NA GAROTA?ACHO QUE ELA NÃO CONHECIA A BANDA.

TODO MUNDO SABE QUE QUANDO EU TAVA LÁ ERA ELAYNE TYNE E O SAFADÃO AGORA NÃO TENHO CULPA SE ELA NÃO É DIVULGADA LÁ PROBLEMA DELA COLOCAR MEU.

ACHO QUE É PRA VER SE EU NUM FICO COM RAIVA MAIS EU NÃO GOSTEI NUM ANDO FALANDO DELA", afirmou Elayne.

No vídeo, Márcia diz ainda que não foi melhor aparecer no Faustão por que não cantou.


Veja o vídeo:

Vox Populi: Dilma tem 49% e Serra aparece com 38%

Pesquisa Vox Populi divulgada hoje pelo portal iG mostra a candidata do PT à sucessão presidencial, Dilma Rousseff, com 49% das intenções de voto, enquanto José Serra (PSDB) figura com 38%. Na mostra anterior, divulgada no dia 19, Dilma tinha 51% e Serra, 39%. A diferença entre os dois candidatos passou de 12 para 11 pontos porcentuais. Os votos em branco e nulos somam 6%, mesmo índice da sondagem anterior, e os indecisos passaram a 7%, ante 4% no último levantamento.

Se levados em conta apenas os votos válidos, Dilma aparece agora com 57%, enquanto Serra tem 43% - uma diferença de 14 pontos porcentuais. De acordo com a mostra, 88% dos entrevistados disseram estar decididos sobre em quem votar.

A pesquisa Vox Populi foi realizada entre os dias 23 e 24 de outubro e ouviu 3.000 eleitores em 214 municípios do País. A margem de erro é de 1,8 ponto porcentual para mais ou para menos. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo número 37.059/2010.

Hebe Camargo fala sobre gravação de DVD

A apresentadora Hebe Camargo vai subir aos palcos no Credicard Hall, na próxima quarta-feira (27), para gravar o seu primeiro DVD. Fábio Jr., Maria Rita e Chitãozinho & Xororó serão alguns dos artistas que participarão da produção.

Em entrevista ao jornal “Folha se S. Paulo”, a loira contou que não faz nenhum tipo de preparação para ajudar na voz. “Me perguntam se eu faço algum exercício. Não faço. A minha voz é muito natural. Agora, se eu tiver algum problema, tem uma porrada de cantor no show comigo. Eu trago eles para cantar. E fico olhando, fazendo charme”, brincou.

Segundo ela, o projeto de gravação do DVD já era para ter saído. “Eu gravei um CD lindíssimo, com músicas maravilhosas. E agora vou gravar o DVD. Era para ter lançado no fim do ano passado. Como não saiu e eu tive um problema de saúde [Hebe teve câncer no peritônio], foi adiando, adiando. Aí eu fiz a gravação do CD. Eu adoro cantar, eu sou cantora, eu nasci cantora, então pra mim isso aí foi uma honra.”

A apresentadora também contou à publicação se desistiu de namorar o "Rei" Roberto Carlos. “Nunca (risos)! Nunca! Quem não tem intenção nenhuma comigo é ele. Eu não perco a esperança. Sou uma pessoa que tem muita fé.”

Sempre bem humorada, Hebe mostrou o lado bom de ter tido câncer. “Eu pude saber o quanto eu sou querida, eu não tinha ideia. Se não fosse isso... um dia eu vou mostrar para você. Eu tenho caixas e caixas de cartas, telegramas, cartões. Caixas e caixas de medalhinha, de terço, de imagens. É uma coisa. O Brasil inteeeiro se manifestou. Foi emocionante. Eu falei: ‘Pô, se eu não tivesse esse câncer, eu não ficava sabendo que era tão querida’.”

Com toda essa alegria de viver, Hebe revelou se tem ou não medo da morte. “Eu não tenho. Nesse período, em nenhum momento eu pensei na morte. "Será que eu vou morrer?" Não. Nem passou pela minha cabeça. Eu não tenho medo da morte. Eu tenho é pena de morrer e deixar essa maravilha. Mas eu tô inteiraça, você não tem ideia! Eu vou viajar por todas as capitais do Brasil apresentando o meu show.”

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Em Foco: Preferência por Dilma cresce entre quem votou em Marina, diz pesquisa

A pesquisa Datafolha, divulgada nesta sexta-feira (22), indica que a preferência por Dilma Rousseff (PT) cresceu entre os eleitores de Marina Silva (PV), a terceira colocada no primeiro turno. A petista cresceu oito pontos nesse grupo, passando de 23% para 31%.

No entanto, a candidata continua atrás de José Serra (PSDB) entre os eleitores de Marina. O tucano perdeu cinco pontos, caindo de 51% para 46%.

De acordo com o instituto, 89% dos eleitores se dizem decididos sobre em quem votar no segundo turno. Apenas 10% cogitam mudar de opinião.

A pesquisa mostra Dilma com 56% dos votos válidos – quando brancos e nulos são excluídos – e Serra, com 44%. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Horário eleitoral

O Datafolha detectou que a audiência dos comerciais dos candidatos na TV subiu nesta semana. 63% dos eleitores afirmam terem assistido à propaganda. Na semana anterior, o índice era de 52%. O Sul registra o maior número de telespectadores dos programas (71%).

O programa de Dilma continua sendo o melhor avaliado por eleitores, com 54% de aprovação. O de Serra é considerado ótimo ou bom por 48%.

O Datafolha ouviu 4.037 eleitores no dia 21 de outubro. A pesquisa foi feita a pedido do jornal Folha de S.Paulo e da Rede Globo. O registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) foi feito com o número 36.535/2010.

Pesquisa mostra Dilma 12 pontos à frente de Serra a nove dias do 2º turno

Dilma Rousseff (PT) tem 12 pontos de vantagem em relação ao candidato José Serra (PSDB) na disputa do segundo turno pela Presidência. Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (22) mostra Dilma com 56% dos votos válidos – quando brancos e nulos são excluídos – e Serra, com 44%. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Na sondagem geral, a petista tem 50% da preferência do eleitorado, contra 40% do tucano. Brancos e nulos somam 4% e indecisos chegam a 6%. Os dois candidatos disputam o segundo turno, que será no dia 31 de outubro.

A última pesquisa de intenção de voto foi divulgada pelo Ibope na quarta-feira (20) e mostrou a petista com uma vantagem de 12 pontos em relação ao adversário. Dilma tinha 56% dos votos válidos, contra 44% de Serra.

O Datafolha ouviu 4.037 eleitores no dia 21 de outubro. A pesquisa foi feita a pedido do jornal Folha de S.Paulo e da Rede Globo. O registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) foi feito com o número 36.535/2010.

Filme infantil: Gaga e Elton John fazem parceria

Lady Gaga e Elton John planejam alguns projetos juntos. Em recente entrevista, o músico chamou a intérprete de Bad Romance de filha bastarda e não descartou a possibilidade de colaborar no próximo álbum da cantora. E os trabalhos em parceria estão pipocando por aí.

De acordo com o site Entertainment Weekly, Elton John e Lady Gaga cantarão juntos a música-tema da nova animação da Disney, Gnomeo & Juliet.

A canção tocará quando o casal principal do filme se encontra pela primeira vez. O longa tem estreia prevista para o dia 11 de fevereiro.

Prefeita Shirley e lideranças confirmam participação em carreata Oeste com Dilma 13

A carreata Oeste com Dilma 13, vai percorrer nove municípios da região do Médio Oeste no sábado dia 23, está prevista para passar em Messias Targino, a partir das 15:30h, e vai percorrer as Ruas Zacarias Gomes, Dr. Edno Jales e Av: Genuíno Fernandes Jales e depois terá comício na praça João Jales Dantas.
Além dos dirigentes do PT local, já confirmaram participação na carreata, a prefeita Shirley Targino, Vice-prefeito Rubinho, vereadores da base da prefeita e lideranças.
A participação da deputada federal Fátima Bezerra (PT) e lideranças estadual do PT, já foram confirmadas na carreata.

Fonte: www.polapinto.blogspot.com

Carreata Oeste com Dilma 13 vai percorrer nove municípios no sábado.

Será realizada no sábado dia 23, à carreata Oeste com Dilma 13, que vai percorrer nove municípios Apodi, Caraúbas, Olho D’água do Borges, Umarizal, Patu, Messias Targino, Janduís e Campo Grande. A informação foi passada pelo coordenador da campanha de Dilma na região, o vice-prefeito de Campo Grande Caramuru Paiva.
O inicio da carreata será em Apodi, a partir das 8:00h, se encerrando no município de Campo Grande. Além da carreata que vai passar nos municípios serão realizados comícios nos municípios com as lideranças da base de apoio do governo do presidente Lula.

A carreata Oeste com Dilma 13, está sendo articulada com apoio de lideranças como prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, representações de movimentos sociais, sindicais, ONG e sociedade em geral.


Veja o roteiro

8:00 h - Carreata e comício em Apodi.


10:00 h - Carreata e comício em Caraúbas.

11:00 h- Carreata em Olho D’água do Borges.

12:00 h - Parada para o almoço em Umarizal.

14:00 h - Carreata e comício em Umarizal.

15:00 h - Carreata e comício em Patu.

15:30 h - Carreata e comício em Messias Targino.

16:00 h - Carreata e comício em Janduís.

16:30 h - Carreata e comício de encerramento em Campo Grande.

Fonte: www.polapinto.blogspot.com

Após dez meses, designer agredido em livraria morre em SP

O designer Henrique de Carvalho Pereira, de 22 anos, agredido com um taco de beisebol dentro da Livraria Cultura do Conjunto Nacional, na Avenida Paulista, em São Paulo, em dezembro do ano passado, morreu na madrugada desta sexta-feira (22), no Hospital das Clínicas (HC). De acordo com a família, o jovem estava em coma na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e seu estado de saúde havia piorado nos últimos dias. De acordo com o HC, ele morreu por volta das 5h30 e o corpo foi encaminhado para o Instituto Médico-Legal (IML), que determinará a causa da morte.
Segundo o HC, Henrique morreu por falência múltipla de órgãos e seu estado clínico era considerado gravíssimo. Ainda de acordo com o hospital, durante o período de internação, desde o dia 21 de dezembro de 2009, “o paciente permaneceu em estado grave, inconsciente e respirando com a ajuda de aparelhos", informa a nota emitida pelo HC.

“Estamos conformados. Ele estava muito mal nos últimos dias. Ele com certeza já é um anjo no céu. A gente não pensa na agressão, pensa que foi uma fatalidade”, disse ao G1 Claudia Carvalho Aguia, tia de Henrique.

O designer estava internado havia dez meses no Hospital das Clínicas, para onde foi socorrido após a agressão, ocorrida no dia 21 de dezembro. Ele estava agachado, com um livro nas mãos, quando o agressor se aproximou em silêncio e o atacou com golpes na cabeça.
Em audiência em agosto deste ano, a Justiça decidiu transferir o agressor, o personal trainer Alessandre Fernando Aleixo, de 38 anos, para um manicômio judiciário. Ele já estava preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pinheiros.

O enterro será realizado no Cemitério do Cristo Redentor, em Santo André, no ABC. Segundo a família, o horário ainda não foi definido, mas deve ser realizado ainda nesta sexta-feira (22).

Mesmo após a agressão, um trabalho de Henrique se tornou conhecido dos paulistanos durante a Cow Parade deste ano. Uma vaca criada por ele foi exposta na capital paulista.

Em Foco: Paraíba registra 18 casos da superbactéria desde 2009

A Secretaria de Saúde da Paraíba registrou 18 casos da superbactéria KPC desde abril de 2009. O órgão informou que todas as notificações foram feitas pelo Hospital Universitário, em João Pessoa, mas que ainda não foi feito levantamento de mortes.

Na região Sul, o Paraná é o estado com o maior número de casos, com 21 ocorrências em Londrina e três em Curitiba. O período das notificações não foi informado. Dos três pacientes detectados no Hospital de Clínicas da capital paranaense, um morreu e dois seguem internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital. A Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba informou que o paciente estava debilitado e não é possível assegurar que a superbactéria tenha sido determinante para o óbito.
Em Santa Catarina, a Gerência de Controle de Infecção Hospitalar contabilizou três casos confirmados desde o fim de 2009, em dois hospitais. Os estabelecimentos foram orientados a relatar laudos de exames laboratoriais com indicativo de resistência acima do normal.

O Rio Grande do Sul não tem nenhuma ocorrência oficial registrada até a manhã desta sexta-feira (22).
Segundo levantamento feito até esta quinta-feira (21), o Distrito Federal registrou163 pessoas contaminadas e 14 mortes pela superbactéria KPC.

O governo do Espírito Santo registrou um caso em julho deste ano. O paciente morreu, mas não em decorrência da superbactéria.

A Secretária de Saúde de Mato Grosso do Sul não registrou casos da superbactéria.

As secretarias de Saúde do Rio Grande do Norte e de Rondônia não registraram casos.
Segundo a assessoria da Secretaria de Estado da Saúde da Bahia, não há notificações oficiais no Estado, mas dois casos suspeitos estão sendo investigados. O órgão emitiu uma nota às unidades de saúde pedindo que registrem possíveis ocorrências e redobrem os cuidados para prevenir infecções.

São Paulo
A Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo afirmou, nesta quinta-feira, que não foi registrado até o momento nenhum surto da superbactéria no estado. A pasta diz não saber, no entanto, se há casos isolados nos hospitais, já que não há uma notificação compulsória.

As assessorias dos hospitais Sírio-Libanês e São Camilo informaram que nenhum caso foi registrado nas unidades até esta sexta-feira. No Hospital Albert Einstein, também não houve novos casos. Na quarta-feira (20), o infectologista Luis Fernando Aranha Camargo disse que o Einstein começou a partir de abril deste ano a fazer o controle da colonização da superbactéria. Foram registrados três casos de colonização – quando a infecção não se desenvolve e o paciente não apresenta sintomas.

Rio de Janeiro
A Secretaria estadual de Saúde do Rio informou nesta quarta-feira que não há caso de infecção pela bactéria no estado. A secretaria informou ainda que está seguindo as diretrizes determinadas pelo Ministério da Saúde e Anvisa para evitar possíveis casos de contaminação.

Em julho deste ano, a Clínica São Vicente, na Gávea, na Zona Sul do Rio, registrou um caso de um idoso infectado pela superbactéria KPC. De acordo com a clínica, o paciente se recuperou. Desde então, não foi registrado mais nenhum caso na instituição. Segundo a gerente de enfermagem Jane Biehl, a São Vicente toma algumas providências para que a infecção não se espalhe. “Usamos avental descartável, luvas para tocar no paciente e colocamos uma placa vermelha na porta do quarto do paciente para alertar que a doença é infecciosa”, disse.

Não houve registros no Hospital Cardio Trauma Ipanema; Hospital Pasteur, em Botafogo; Hospital Mario Leoni, em Caxias; e São Lucas, em Copacabana. A Rede D’or informou que por razões estratégicas não irá divulgar nenhuma informação sobre o assunto. O Hospital Samaritano, em Botafogo, informou que não registrou casos de pessoas infectados pela KPC.

Orientação
O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, anunciou na terça-feira (19) que a Anvisa vai dificultar a venda de antibióticos. Entre as medidas que serão apresentadas está a retenção pelas farmácias da receita médica utilizada na compra do medicamento. Temporão disse ainda que a Anvisa vai reunir 17 especialistas para discutir meios de evitar a propagação da superbactéria.

Segundo o ministro, as medidas, previstas para dezembro, têm por objetivo conter a propagação da superbactéria KPC, que mata, segundo especialistas, pelo menos metade das pessoas contaminadas. De acordo com a Anvisa, as receitas médicas para a compra de antibióticos passarão a ser retidas pelas farmácias para evitar a reutilização do documento sem a orientação de médicos.

Segundo a agência, nesta sexta-feira serão definidos padrões e diretrizes para que os órgãos de saúdes dos municípios e estados façam a notificação compulsória dos casos da superbactéria. Segundo a Anvisa, até o momento as notificações não eram obrigatórias. A medida tem o objetivo de mapear os locais com maior incidência da superbactéria em todo o país.

DVD do Aviões deve ser lançado em Janeiro

É isso mesmo galera forrozeira, um dos DVDs mais esperado da internet, já tem previsão pra ser lançado. A Cantora da Banda Aviões postou em seu twitter o mês que será feito o lançamento desse DVD.
Veja o que a cantora postou em seu twitter: "Esperamos lançar em Janeiro...esse DVD ta esperadissimo."

Com certeza esse DVD será lançado pela Som Livre, e será destaque em toda midia nacional, como já foi no dia da gravação.

Forró da Curtição irá gravar o seu 1° DVD Promocional

É isso mesmo galera,

Com menos de 2 meses de existencia, a Irmãzinha da Banda Garota Safada, vai gravar seu 1º DVD PROMOCIONAL de vários!!

A cidade escolhida, na verdade, uniu o últil ao agradável. Será no Crato/CE, dia 23 de Outubro, onde a banda estará participando do evento "A Melhor da Expocrato 2010" e vai aproveitar também pra Gravar o seu DVD Promocional e terá a participação, claro, do Wesley Safadão, onde a Garota Safada também estará fazendo show!

Vai ser um show que vai marcar a decolagem pra o sucesso do Forró da Curtição! Imperdível!

Então, todo mundo convidado pra a Gravação do 1º DVD PROMOCIONAL do Forró da Curtição, Sábado dia 23 de Outubro no Parque de Exposições no Crato/CE às 22hs.

Wesley Safadão é destaque em jornal carioca

Matéria do Jornal Extra - Rio de Janeiro
“Conheça Wesley Safadão, vocalista do grupo de forró Garota Safada
Quem disse que só Joelma pode usar o cabelão para dançar e cantar forró? No Norte e no Nordeste, Wesley Safadão tem arrebatado corações à frente do Garota Safada, que se prepara para fazer sua segunda apresentação do ano no “Domingão do Faustão”. No fim de agosto, quando os músicos tocaram no dominical da Globo, o grupo se tornou um dos assuntos mais comentados no Twitter (chegando a liderar o Trending Topics Brasil).
— Foi uma surpresa essa repercussão toda. Estamos acostumados a fazer shows para 20, 30 mil pessoas nas capitais lá de cima, mas não imaginávamos que a aparição no Faustão abriria tantas portas — diz Wesley, de 21 anos.

O cantor deixou os fios crescerem por causa de uma promessa, e o cabelão tem rendido muita história:
— As meninas tentam arrancar nos shows, perguntam como faço para cuidar… Eu digo: passa sabão de coco que está bom.
A banda Garota Safada nasceu há dez anos, em Fortaleza, mas Wesley, sobrinho dos fundadores, assumiu os vocais há apenas três. No Rio, o grupo já se apresentou na Ilha dos Pescadores e está entre os mais tocados nas festas de forró da Rocinha e de Rio das Pedras com o hit “Tentativas em vão” — a música ficou tão famosa que Bruno e Marrone a regravaram para o CD que sairá ainda este mês.
— A comunidade nordestina no Rio é muito grande, mas os cariocas também sabem curtir um bom forró romântico, daqueles de dançar de rosto colado — diz o cantor”.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Por Dentro Da Realidade: Polícia encontra indícios contra suspeito de matar F. Gomes

A polícia já tem indícios contra o principal suspeito de matar o radialista Francisco Gomes de Medeiros, o F. Gomes. O homem, identificado pelo apelido de “Dão”, havia sido preso ontem (18) à noite, mas foi liberado. No fim da manhã desta terça-feira (19), ele voltou a ser detido pela Polícia Militar e foi levado para prestar depoimento à Polícia Civil.

"Dão" é ouvido pelo titular da Divisão de Investigação e Combate ao Crime Organizado, delegado Ronaldo Gomes, designado especialmente para apurar o assassinato de F. Gomes. Segundo informações apuradas pelo Nominuto.com, alguns fortes indícios levaram a polícia até o suspeito.

O responsável pela execução do radialista estava em uma motocicleta escura e com um capacete prata ou cinza. Logo após cometer o crime, o acusado saiu na moto e trocou de roupa. Ele também teria abandonado o capacete.

Tanto as roupas quando o capacete foram encontrados pela polícia. O bandido deixou para trás uma calça, um moletom e um colete parecido com os coletes de moto-táxi. Ainda na noite de ontem, a Polícia Militar foi até a casa do suspeito e a mulher dele teria dado informações comprometedoras.

A mulher disse à polícia que o companheiro saiu de casa vestindo uma roupa e voltou usando outra. Além disso, ela confirmou que o suspeito tem um capacete cinza. Outro detalhe que chamou atenção da polícia é que a moto usada pelo homem que matou F. Gomes era escura e testemunhas disseram ter visto que a sinaleira traseira era branca.

As mesas características foram identificadas na motocicleta do suspeito detido. Apesar dos indícios, a polícia ainda não confirmou oficialmente a prisão do homem. Por enquanto, ele foi conduzido à delegacia de Caicó para prestar depoimento.

Velório
O corpo do radialista F. Gomes está sendo velado desde a madrugada desta terça-feira. Centenas de pessoas passaram pela Loja Maçônica a qual o repórter policial fazia parte e onde está sendo realizado o velório.

O sepultamento será realizado às 16, logo após uma missa na igreja de São José. O corpo será enterrado no cemitério Campo Jorge, em Caicó.

Fonte: www.nominuto.com

Dilma tem 12 pontos de vantagem sobre Serra, aponta Vox Populi


A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, tem 51 por cento das intenções de voto, contra 39 por cento de seu adversário, José Serra (PSDB), segundo pesquisa Vox Populi divulgada nesta terça-feira pelo portal IG.

De acordo com o Vox Populi, 4 por cento dos entrevistados se declararam indecisos.

Na pesquisa anterior do instituto, realizada nos dias 10 e 11 de outubro, Dilma tinha 48 por cento, contra 40 por cento de Serra. Os indecisos somavam 6 por cento.

Se considerados somente os votos válidos --que excluem os brancos, nulos e indecisos-- Dilma tem 57 por cento, contra 43 por cento de Serra. Na sondagem anterior, a petista aparecia com 54 por cento dos válidos, ante 46 por cento do tucano.

O levantamento do Vox Populi analisou ainda o voto religioso. Conforme o instituto, Serra tem 44 por cento das intenções de voto entre o eleitorado evangélico, ante 42 por cento de Dilma. Entre os entrevistados que se declararam ateus, Dilma tem 49 por cento, ante 36 por cento de Serra.

Dilma também aparece à frente de Serra entre os eleitores que se disseram católicos praticantes (54 contra 37 por cento) e não praticantes (55 contra 37 por cento).

O voto religioso foi apontado como um dos fatores que impediram a vitória de Dilma já no primeiro turno da eleição presidencial em 3 de outubro.

O motivo seria uma rejeição dessa classe do eleitorado à suposta posição de Dilma favorável à descriminalização do aborto. Pressionada por setores religiosos, Dilma assinou uma carta na semana passada se comprometendo a não alterar a legislação existente sobre o aborto.

Segundo o Vox Populi, 89 por cento dos entrevistados declararam estarem decididos sobre em quem votarão no dia 31 de outubro, enquanto 9 por cento afirmaram que ainda podem trocar de candidato. A consolidação é maior entre os eleitores de Dilma, 93 por cento, enquanto entre os de Serra 89 por cento estão decididos.

A pesquisa, realizada entre os dias 15 e 17 de outubro, tem margem de erro de 1,8 ponto percentual para mais ou para menos. O instituto ouviu 3 mil pessoas para o levantamento.

"As Cariocas"

Dez belas mulheres reunidas por um só diretor. Dez histórias, dez vidas cheias de sensualidade e desejo, com um único ponto em comum: todas elas moram na "Cidade Maravilhosa", o Rio de Janeiro. Esse é o ambiente vivido no seriado “As Cariocas”, que foi gravado em 54 dias e cuja estreia será nesta terça-feira (19).
Para contar mais um pouco das histórias destas personagens, vamos conferir a lista das beldades que participam do trabalho do diretor Daniel Filho, que volta à televisão depois de 11 anos.

Fernanda Torres: No episódio “Cris, A Invejosa de Ipanema”, a personagem-título é uma socialite casada com um homem mais velho, moradora de uma casa com vista para a praia e tem um amante médico cheio de dinheiro. Ela tenta conciliar tudo isso com muito glamour e sofrendo de um pequeno mal: a inveja. Fernanda Torres, a atriz por trás deste papel, já é velha conhecida dos telespectadores. Ela era a famosa Vany, do seriado “Os Normais”, onde interpretava, juntamente com Luiz Fernando Guimarães, um casal de noivos para lá de maluco.

Cíntia Rosa: No capítulo “Gleicy, a Internauta da Mangueira”, a atriz vive a mulata que vem das quadras de samba para mostrar sua beleza escultural e sua dedicação como esposa. Seu marido, vivido por Eduardo Moscovis, não gosta muito do trabalho da mulher, que vive no computador escrevendo teses e monografias. Mas, segundo a atriz, não é só isso. “A Gleicy se mostra na internet, vestindo e realizando fantasias”.

Paola Oliveira: No episódio “Clarrisa, a Atormentada da Tijuca”, Paola é uma mulher recém-divorciada que, devido ao problema, acabou tendo nojo dos homens. Na verdade, Clarissa, que mora na zona norte do Rio de Janeiro, é uma mulher recatada, cujo método agressivo acaba por se tornar um imã de cuecas. “Ela é tão agoniada em relação ao assédio másculo que dá cotovelada neles quando ouve uma cantada e tem tique nervoso ao ser paquerada num elevador”, revelou a atriz, que, recentemente, protagonizou a vilã Sônia na novela “Cama de Gato”.

Deborah Secco: Na trama “Alice, a Suicida da Lapa”, a carioca conhece Roberto (Cassio Gabus Mendes) em uma noite de Natal. Achando sua vida totalmente sem graça, ela acaba por criar diversas facetas de si própria, como noiva, Colombina, Bob Esponja, dentre outros. A atriz, já conhecida por seus vários papéis na televisão, destacou-se recentemente como Monna no seriado “Decamerão – A Comédia do Sexo”, realizada pela TV Globo.

Sônia Braga: Consagrada por seu papel nas novelas “Gabriela” e “Dancin’ Days”, Sônia Braga, renomada atriz brasileira, começou no ramo aos 18 anos, com a peça teatral "Hair". Em “As Cariocas”, durante o episódio “Júlia, a Adúltera da Urca”, ela interpreta uma mulher muito bem casada e apaixonada por Cacá (Antonio Fagundes), e também amiga de Malu, uma moça bastante sensual, vivida por Regina Duarte. Eis que tudo vira de pernas para o ar quando conhece um novo homem, interpretado por Dalton Vigh, que mexe com todas as suas convicções.

Grazi Massafera: No capítulo “Michelle, a Desinibida do Grajaú”, Grazi interpreta uma ex-gordinha e ex-moradora do Grajaú que tomou gosto pelo requinte da zona sul ao ganhar um concurso de beleza, mas tem que voltar para seu local de origem. Ela precisará descer do salto alto adquirido pela fama passageira e aprender a conviver com Wescley (Marcelo D2), um mecânico que sempre a teve como musa dos pagodes que compõe nas horas vagas. A atriz, recentemente, atuou na novela “Tempos Modernos”, como a chefe de segurança Deodora.

Angélica: A apresentadora vive Maria Teresa no episódio “A Traída da Barra”, uma mulher casada com Augusto Cesar (Luciano Huck), que, um belo dia, chega em casa e se depara com uma traição do marido. Depois disso, ela resolve revidar na mesma moeda. Em meio a diversas trapalhadas, segundo a apresentadora, “é óbvio que a personagem não consegue” o revide, mas causa um grande tumulto em sua casa. Huck e Angélica, casados, começaram um relacionamento no filme “Um Show de Verão”. Esta é a segunda vez que atuam juntos.

Alinne Moraes: Moradora da zona sul do Rio de Janeiro, a protagonista do episódio “Nádia, a Noiva do Catete” é uma mulher de pele macia com um corpo de dar inveja. Sua vida dá uma reviravolta quando seu noivo a defende de um assalto e acaba ficando paralítico, cabendo a ela tomar conta de Carlinhos e, ao mesmo tempo, manter a fachada de mulher ideal, mesmo dando suas escapadelas. Vale lembrar que "A Noiva do Catete" será o primeiro capítulo exibido.

Adriana Esteves: No capítulo “Celi, a Vingativa do Méier”, a personagem de Adriana Esteves sofre com o descaso do marido, interpretado por Aílton Graça. Há mais de um ano, os dois não têm relações sexuais e Celi descobre o motivo. A partir disso, ela se vinga, mas não com brigas e barracos em público, e sim com peças armadas pela mulher para sabotar o marido.

Alessandra Negrini: Na trama “Marta, a Iludida de Copacabana”, a personagem-título vive a necessidade de vender uma imagem perfeita. Casada, moradora da zona sul e com uma filha, ela passeia pelo calçadão, se irrita com a babá e mal repara em Silvinho (Thiago Lacerda). Até que ele viaja e ela descobre várias revelações dele por parte de seu amigo, interpretado por Eduardo (Eriberto Leão). Alessandra atuou recentemente como Silvia no seriado "S.O.S. Emergência", também realizado pela TV Globo.

Por Dentro Da Realidade: País cria 2,2 milhões de empregos no ano e renova recorde

O volume de vagas de trabalho geradas com carteira assinada de janeiro a setembro é recorde para o período. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta terça-feira, 19, pelo Ministério do Trabalho, o total de vagas geradas no período foi de 2.201.406. 'Já nem falo mais em recorde, já estamos vendo isso há algum tempo e estamos acostumados', minimizou o ministro Carlos Lupi.

Os melhores nove meses, segundo dados do Caged na criação de empregos até então foram registrados em 2008. Naquele ano, foram gerados de janeiro a setembro, 2,086 milhões de postos de trabalho.

A meta de Lupi para o ano é a criação de 2,5 milhões de postos de trabalho. Para isso, faltam 298.594 empregos. 'Mantenho a meta porque o resultado de setembro sofreu efeito de sazonalidade. Vamos ter crescimento forte em dois meses, mas queda em dezembro', previu o ministro, lembrando que este é o desenho do indicador. No mês passado, foram gerados 246.875 postos.

Ao contrário do previsto, dado de setembro não bateu recorde

O saldo líquido de empregos criados com carteira assinada no Brasil em setembro foi positivo em 246.875 vagas. Em setembro do ano passado, foram criados 252 mil postos de trabalho formais. O maior volume da série histórica para o mês, no entanto, ainda é o de setembro de 2008, quando houve contratações líquidas de 282.841. Em agosto de 2010, o Ministério registrou 299 mil novas vagas de emprego.

Na véspera do Dia do Trabalho, o ministro Carlos Lupi ampliou sua meta de geração de empregos com carteira de 2 milhões para 2,5 milhões em 2010, depois de sucessivos resultados recordes nos meses verificados até aquele momento. Lupi também previa recordes mensais até o mês novembro.

Cálculos realizados pelo Banco Fator mostraram que o saldo líquido de postos formais de trabalho criados no Brasil passou de 189 mil, em agosto, para 154 mil em setembro, em termos dessazonalizados. As contas da equipe de analistas da instituição, liderada pelo economista-chefe, José Francisco de Lima Gonçalves, foram feitas após o Ministério do Trabalho e Emprego anunciar nesta terça-feira que o resultado do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do mês passado.

Números dessazonalizados do Caged costumam ser calculados pelas instituições do mercado financeiro, podendo alcançar níveis diferentes, dependendo da conta de cada economista. No caso do Banco Fator, a equipe de analistas informou que utilizou o programa Arima X-12.

Segundo o Banco Fator, o nível dessazonalizado voltou à trajetória de queda, iniciada em abril de 2010 e interrompida apenas em agosto. 'O indicador do Caged mostra que a economia voltou a desacelerar e que o forte dado de agosto parece ter sido mais um outlier (ponto fora da curva) do que um indicador de mudança de tendência', comentaram os analistas do banco, em breve relatório enviado à imprensa.

Assassinado em Caicó o jornalista F.Gomes


Foi assassinado há poucos instantes o jornalista F.Gomes.

F. Gomes, era jornalista e radialista, atualmente trabalhava na Rádio Caicó. O mesmo já prestou serviços para o Diário de Natal e Tribuna do Norte.

Dois homens não identificados chegaram de moto, pararam em frente à sua casa, e dispararam contra F.Gomes. 3 disparos fatais o atingiram. F.Gomes foi socorrido mas não resistiu. Até o momento a polícia não tem pistas sobre os assassinos.

F.Gomes era casado com Eliane Gomes, e pai de 3 filhos, uma moça e dois rapazes.

Cidadãos de Caicó e jornalistas da região estão chocados com o acontecido.

Fonte/www.robsonpires.com.

domingo, 17 de outubro de 2010

Fenômeno Aviões do forró grava 2° DVD

A banda "Aviões do Forró" chegou animada no palco do evento "Todo Mundo Vai", em Salvador, neste sábado, 16, para a gravação de seu segundo DVD. O show começou com imagens dos vocalistas Xandy e Solange pilotando aviões e anunciando seu pouso na Bahia. Em seguida os dois surgiram no palco usando macacão de piloto. Mas o público foi ao delírio quando os dois receberam a ajuda de bailarinos para se livrar das roupas, fazendo um strip-tease em pleno palco.Estimado em 45 mil pessoas, o público vibrou com os inúmeros sucessos do Aviões, que começou o show com "Mamãe tá dodói". No repertório, a dupla de cantores mostrou para o púbico baiano grandes hits como "Amo Você", "Novo Namorado", "Você não vale nada mas eu gosto de você", "Alô, tô num bar".

A banda cantou para os fãs a nova música de trabalho - "Boate do Aviões", que se caracteriza pela presença forte de batidas eletrônicas. Outro momento muito aplaudido da apresentação aconteceu quando Solange e Xandy dividiram o palco com Ivete Sangalo, que disse estar muito emocionada e feliz por ter sido convidada e por fazer parte desse registro da banda. Ivete cantou Sintonia e Desejo com Aviões do Forró e o trio não deixou ninguém parado.

A banda encerrou o show com a música We are Carnaval, confirmando a sua presença no Carnaval de Salvador de 2011 e deixando o público na expectativa para assitir este novo DVD.

O Todo Mundo Vai é um evento realizado pela Caco de Telha, acontece na cidade de Salvador e está na sua segunda edição

Veja entrevista de Sol e Xande antes do show sobre o DVD

CORREIO - Por que vocês decidiram gravar este DVD aqui em Salvador?

Aviões do Forró - Salvador foi um dos últimos estados do Nordeste que a gente conseguiu entrar com força total. Acho que a Bahia é o estado em que estamos melhor em termos de público e de sucesso. Nós unimos o útil ao agradável, pois já tínhamos um contrato firmado para participar deste show. E também já tínhamos Ivete Sangalo, que estaria com a gente. Quando falamos sobre o DVD, ela disse prontamente 'eu quero participar, eu vou participar'. O Jorge e Matheus também. Quando ficamos sabendo que estes dois artistas estariam na festa, nós não titubeamos em gravar o DVD aqui.

Como será o repertório do DVD?

O repertório a gente vai fazer uma viagem por todas as músicas da banda. Chegamos até a fazer uma enquete no nosso site perguntando "que música o público queria que a gente tocasse". Ficamos loucos, porque cada pessoa quer uma música diferente. A gente decidiu, assim, fazer músicas de todos os CDs: por isso tem duas do primeiro disco, algumas do segundo, e assim por diante. Além delas, vamos fazer algumas músicas inéditas e que não são conhecidas ainda. A que nós vamos tocar com Ivete Sangalo, por exemplo, é inédita. O mesmo com as canções que iremos fazer com Jorge e Matheus, que também são novas.

Como é a relação de vocês com os baianos e, principalmente, com a sonoridade da música baiana?

Foi um dos estados mais difíceis, porque o baiano é exigente. Ele não aceita qualquer coisa. Fazer sucesso aqui quer dizer muito porque o povo baiano gosta de qualidade. E nós temos toda essa equipe por trás que nos dá respaldo para fazer um trabalho de qualidade e entregar para o nosso público. Além da imprensa, os grandes nomes da música baiana nos ajudaram bastante: Ivete, Asa, Jammil, Harmonia e outros artistas que estavam sempre tocando a nossa música. E esse sucesso veio com o avião elétrico, tocando o nosso forró com a pitada da Bahia.

Qual a expectativa de vocês quanto à participação de Ivete Sangalo no DVD?

Quando ela pensou em fazer o DVD, e algumas pessoas em entrevistas perguntaram a ela o porquê dela ter escolhido uma banda de forró. Ela respondeu dizendo que não queria cometer o mesmo erro que haviam cometido com Luíz Gonzaga e Jackson do Pandeiro. E nós vivemos isso até hoje, mas muita coisa mudou desde a nossa participação no DVD dela. Por nós sermos nordestinos e tocarmos forró, nos sofremos de um certo modo. Em termos de que as pessoas acreditam que o forró não serve como gênero da Música Popular Brasileira, que forró é música de pobre e de gente 'sem-cultura'. A gente não vê por este lado. A expectativa não poderia ser melhor, porque estaremos dividindo o palco com uma artista do porte de Ivete, que é a melhor que o Brasil teve e tem até hoje.

A banda Aviões do Forró tem vendido muito CD. E é difícil, hoje, ter bandas que consigam isso com o fenômeno dos downloads na internet. O que representa este DVD, em especial, para o amadurecimento da banda e também na carreira pessoal de vocês?

Hoje nosso CD, em meio a tanta pirataria e a tanta coisa que acontece, nós somos o nono disco mais vendido da gravadora. Nós estamos no meio de grandes feras, de grandes nomes da música. Então, fazer este DVD pra gente é a nossa maior vitória. É a forma mais concreta de dizer que nós conseguimos chegar até lá. O nosso forró hoje é visto de uma forma completamente diferente, é visto com uma outra cara. Hoje você ouve forró em novela, e até o Rei Roberto Carlos se rendeu ao nosso forró. Então, chegar a este patamar que estamos hoje com grandes artistas participando do nosso DVD, é a maior vitória que podemos ter quando olhamos para trás e enxergamos tudo aquilo que passamos para estar aqui. Salvador hoje não se fala em outra coisa a não ser o DVD do Aviões, e saber também que gente do Brasil inteiro está vindo para cá, pra gente é uma alegria e um prazer imensurável.

Já tem alguma idéia de quando será o lançamento do DVD?

Normalmente, um DVD demora cerca de dois a três meses para ficar pronto. Mas acho que o previsto é que ele saia em janeiro. Quem sabe a gente não lança ele no Festival de Verão?

Quais foram as maiores barreiras e dificuldades que vocês venceram para estarem aqui?

A gente precisa olhar para oito anos atrás, quando a banda surgiu em agosto de 2002. Se tinha uma idéia de fazer uma banda que era completamente diferente daquilo que já tinha no mercado. Botaram eu (Solange), na época, com mais de 100 quilos para tocar. Colocaram Xandy, que também era gordinho. Assim, nós fugíamos totalmente dos padrões impostos pela sociedade. Porque uma cantora de forró tinha que ser gostosona, tinha que cantar semi-nua, tinha que ser sensual e algumas até partindo para a vulgaridade. A gente não era assim. Nós conseguimos vencer realmente pelo talento. Tinha gente que olhava e dizia: "o que esses dois gordos estão querendo? Esta banda antes de decolar explode". Existiam muitas situações assim, das portas se fecharem mesmo para a gente. As pessoas não acreditavam realmente na banda e no formato dela. E nós viemos com um som mesmo mais diferente daquilo que tinha no mercado.

Eliminada de "A Fazenda", Geisy Arruda será capa da "Sexy"

Geisy Arruda não tem motivos para chorar. Segundo o jornal “A Folha de S. Paulo”, a recém-eliminada de "A Fazenda 3", é a capa da edição de aniversário de 18 anos da revista "Sexy" que chega às bancas no próximo dia 27.

Eliminada do reality show da Record na última quinta-feira (14), com 57% dos votos – onde disputou permanência com Janaina Jacobina e Dudu Pelizzari – a ex-estudante e empresária, ganhou ainda um carro durante uma das provas do programa.

No ensaio, claro, ela aparece com um vestido rosa. As fotos, feitas antes dela ficar confinada, são assinadas pelo fotógrafo Daniel Aratangy, na casa-ateliê do artista plástico Carlos Paez Vilaró, em Punta del Este, no Uruguai.

Vale lembrar que a empresária ganhou fama no ano passado por ser hostilizada numa universidade em São Paulo, ao trajar um microvestido rosa.

Em busca do apoio do PV, candidatos assumem compromissos ambientais


Marina Silva não passou para o segundo turno das eleições presidenciais, mas conseguiu fazer aquilo que muitos esperavam de sua candidatura: inscrever a sustentabilidade na agenda política nacional.

Pressionados pelos 20 milhões de votos obtidos pela candidata do Partido Verde (PV) no primeiro turno, Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) não podem mais se dar ao luxo de ignorar questões ambientais consideradas prioritárias pelo eleitorado 'marineiro', como o combate ao desmatamento e a proteção ao Código Florestal.

O Estado enviou aos dois candidatos uma série de perguntas relacionadas a alguns do principais debates ambientais do Brasil. Todas elas, também, abordadas na lista de 42 compromissos essenciais apresentada pelo PV como base para definição de um eventual apoio do partido a uma - ou nenhuma - das candidaturas. A decisão será votada hoje em assembleia do partido.

Um dos temas considerados mais críticos é a reforma do Código Florestal, que estipula regras e limites para a ocupação de áreas de vegetação nativa. Em resposta ao Estado, ambos se disseram contrários à anistia a desmatadores, prevista no relatório de Aldo Rebelo (PC do B), aprovado por uma Comissão Especial da Câmara em julho.

A assessoria da campanha tucana afirmou que Serra considera a anistia 'inaceitável'. 'Mas também não se pode imaginar que áreas de agricultura consolidadas há décadas tenham que ser abandonadas, pois isso vai afetar a produção e o emprego rural', completou. Serra se coloca contra a redução das áreas de preservação obrigatória previstas no código. Propõe o pagamento por serviços ambientais.

O candidato se compromete a resolver o impasse no primeiro semestre de seu governo. 'Ambos os lados, ambientalistas e ruralistas, precisam compor uma posição de consenso que equacione os principais problemas dessa agenda no campo', disse.

'Sou a favor do veto a propostas que reduzam áreas de reserva legal e preservação permanente, embora seja necessário inovar em relação à legislação. Sou favorável ao veto à anistia para desmatadores', afirmou Dilma.

Posições assumidas pelos candidatos:

Desmatamento

Os candidatos expuseram suas estratégias para reduzir o desmatamento, não apenas na Amazônia, mas em todos os biomas - incluindo o Cerrado, principal área de expansão agrícola do País.

Serra defende uma moratória de cinco anos sobre o desmatamento de todos os biomas - tempo que considera 'suficiente para traçar as novas bases que deverão reger o desenvolvimento da agricultura sustentável para o futuro'. 'O setor produtivo aceita essa pausa, necessária para redefinir os marcos legais da relação entre a biodiversidade e o progresso no campo', diz sua assessoria.

Dilma disse que pretende 'continuar e avançar nos programas em curso', como as Operações Arco de Fogo e Arco Verde, voltadas para o combate ao desmatamento e a criação de alternativas econômicas sustentáveis na Amazônia. 'No Cerrado a situação é mais complexa', diz a candidata do PT, lembrando que área de reserva legal, que precisa ser obrigatoriamente preservada com vegetação nativa, no bioma é bem menor do que na Amazônia (20%, comparado a 80%). 'Aqui vale mais atuar na modernização e no uso sustentável do solo e adotar políticas para fazer uso de áreas degradadas para a expansão da agropecuária.'

Ela não faz menção à meta de desmatamento zero para todos os biomas, que é um dos compromissos essenciais listados pelo PV na Agenda por um Brasil Justo e Sustentável.

Energia

Os candidatos opinaram se concordam com o projeto aprovado para a construção da hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, e se acham que há espaço para outras grandes hidrelétricas na Amazônia.

'Existem boas possibilidades de aproveitamento do potencial energético da Amazônia, mas será preciso realizar uma avaliação ambiental estratégica da região, para não se ficar apenas na discussão dos licenciamentos isolados de cada hidrelétrica', diz a campanha de Serra. 'Energia renovável é bem melhor do que termoelétricas com fontes fósseis, mas não dá para enfiar goela abaixo das populações locais os efeitos danosos das obras.'

Sobre o licenciamento ambiental de Belo Monte, a campanha afirma que 'num governo Serra o processo teria sido bem mais transparente e participativo', e agora só resta 'exigir o cumprimento das exigências socioambientais do licenciamento do Ibama'.

'Para manter nossa matriz energética como uma das mais limpas do planeta não podemos abrir mão de hidrelétricas', afirma Dilma. Segundo ela, o projeto de Belo Monte - que é uma das peças principais do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) - inclui 40 condicionantes ambientais, que custarão aos investidores R$ 3 bilhões para atendê-las. 'Queremos energia hidrelétrica, mas também preservar nosso patrimônio natural.'

Clima

No combate às mudanças climáticas, os dois candidatos admitem o princípio de reduzir as emissões de gases-estufa, mas demonstram não ter um plano detalhado para colocar em prática.

Dilma considera adequada a meta voluntária estabelecida pelo governo atual e incluída na Lei 12.187 de 2009, que instituiu a Política Nacional sobre Mudança do Clima de reduzir entre 36% e 39% o crescimento projetado das emissões brasileiras de gases do efeito estufa até 2020. 'Trata-se de um compromisso nacional', diz a candidata. 'Para efetivar essas metas estão em elaboração vários planos setoriais.'

'Tenho convicção de que temos um conjunto de propostas que nos permitirão alcançar bons resultados e manter o protagonismo brasileiro nesta área', completa Dilma.

Já Serra, quando governador de São Paulo, aprovou a Lei Paulista de Mudanças Climáticas, estabelecendo uma meta compulsória de redução de 20% das emissões de gases do efeito estufa no Estado até 2020, tomando como base as emissões de 2005. 'Serra sempre trabalhou com a ideia de que não se deve temer a agenda ambiental, mas sim fazer dela uma oportunidade de transformar a economia, do atual caráter predatório, para uma economia verde, traçando nova relação da sociedade com a natureza. Avançando, o Brasil pode se tornar uma potência ambiental', diz sua campanha.

O grande encontro está de volta

Uma constelação de grandes estrelas forrozeiras! É o que podemos dizer do grande encontro idealizado pelo cantor e compositor Edson Lima, líder da Gatinha Manhosa, que reuniu no mesmo palco importantes cantoras do nosso movimento forrozeiro, artistas que marcaram época e continuam emocionando a nação forrozeira com suas inesquecíveis canções.

Momentos antes da gravação do DVD, o FD flagrou no hotel, o grande encontro dessas renomadas vozes do forró; "Ele & Elas" se confraternizando em um raro momento que muitas vezes é impossibilitado pela a incompatibilidade das agendas de shows, que não permite que tais momentos aconteçam com tanta frequência.

Bete Nascimento, Kátia Cilene, Rita de Cássia, Simara Pires, Ângela Espíndola, Jeanny Lins e o grande anfitrião Edson Lima responsável por reunir toda essa turma.

O projeto "Gatinha Manhosa no Túnel do Tempo - Vol.02" foi gravado na noite de quinta-feira, dia 14, no município de Serra Talhada no sertão pernambucano, o FD está preparando uma matéria especial com todos os detalhes deste grande evento.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Em Foco: Média das pesquisas aponta 53% a 47% para Dilma

Na média das pesquisas, Dilma Rousseff (PT) tem 53% dos votos válidos, contra 47% de José Serra (PSDB). Estão muito perto de um empate técnico, mas a petista ainda leva uma pequena vantagem e teria mais chances de vencer se a eleição fosse hoje.

No total de votos, que inclui os indecisos e os eleitores que pretendem anular ou votar em branco, Dilma tem 48% e Serra fica com 42%. Em ambos os casos, os resultados apontam uma disputa muito acirrada neste segundo turno, mais do que foi em 2006.

O cálculo da média é feito levando-se em conta as últimas pesquisas divulgadas: Datafolha (cujo levantamento de campo terminou no dia 8/10), Vox Populi (11/10), Ibope e Sensus (ambas finalizadas em 13/10).

Mesmo quando se exclui do cálculo a pesquisa Datafolha, que foi feita antes das demais e não captou eventuais efeitos do debate da Band e do reinício da propaganda eleitoral na TV, o resultado é o mesmo: 53% a 47% para Dilma, nos votos válidos, e 48% a 42% no total.

Quando se compara os resultados dos quatro institutos, nota-se que pesquisas de Datafolha e Vox Populi são ligeiramente diferentes das mais recentes, de Ibope e Sensus. Estes apontam uma distância mais estreita entre Dilma e Serra.

Pode ser que Ibope e Sensus estejam indicando um acirramento da disputa, ou que a diferença dos resultados seja apenas aleatória. Só uma nova rodada de pesquisas pode confirmar se a tendência de queda de Dilma detectada no primeiro turno persiste ou não.

Não há dados suficientes para se traçar um gráfico evolutivo das intenções de voto dos dois presidenciáveis neste segundo turno levando-se em conta a média das pesquisas.