Páginas

domingo, 22 de maio de 2016

"Estou profundamente abalada e triste", diz Ana Hickmann após ataque de fã

 
A apresentadora Ana Hickmann falou neste domingo (22) pela primeira vez sobre a tentativa de homicídio que sofreu em Belo Horizonte no último sábado. Ana participava de um evento na capital mineira quando foi feita de refém por um fã armado no hotel em que estava hospedada. Rodrigo Augusto de Pádua, de 30 anos, foi morto pelo cunhado de Ana, Gustavo Côrrea.

"Nunca pensei que isso poderia acontecer! Nunca pensei que o ser humano fosse capaz disso! Foi terrível! Estou profundamente abalada e triste! Só peço que todos rezem por minha cunhada para que ela se recupere logo", disse a apresentadora em comunicado enviado à imprensa.

Segundo a nota, Ana já está em sua residência em São Paulo e "se recupera do fatídico dia". Giovana Oliveira, assessora de imprensa e cunhada de apresentadora, continua internada no hospital Biocor em Belo Horizonte. Ela foi baleada no abdome e no braço, passou por uma cirurgia, mas seu estado de saúde é estável.

Tiros No Hotel

Anna Hickmann e os cunhados, Gustavo e Giovana, estavam em Belo Horizonte para fazer o lançamento de uma coleção de roupas da apresentadora. Por volta das 14h de sábado, Rodrigo, que usou um nome falso para se hospedar no mesmo hotel que Hickmann, abordou Gustavo e o levou até o quarto da ex-modelo.

Segundo o Boletim de Ocorrência, Rodrigo mantinha Ana e os familiares como reféns quando Gustavo se levantou e conseguiu desarmá-lo. "As vítimas saíram correndo do apartamento, e Gustavo entrou em luta corporal, conseguindo desarmar o agressor", diz o documento.
Uol.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário